V O C A L O I D
Você é fã de Vocaloid?
Gosta das músicas e dos personagens?

Então pra quê esperar?!
Junta-te a nós! 8D

V O C A L O I D

Fórum Português & Brasileiro dedicado a VOCALOID
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  Oriental DreamsOriental Dreams  

Compartilhe | 
 

 [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Tomoito
VY1
VY1
avatar

Feminino Mensagens : 2680
Idade : 22
Localização : Palace Dark Forest
Emprego/lazer : Cosplayer!
Humor : Depende do dia, mas sou uma pessoa adoravel :3

MensagemAssunto: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Sab 24 Set 2011, 15:30


Classificação: +12
Categoria: Song Fic
Gênero: Romance Escolar
Capítulos: 9 + Prólogo

1º Capitulo - Uma borboleta roxa

Eu sempre estou aqui, sentada no meu banco ao lado da janela enquanto pinto alguns quadros depois da aula... mas a algum tempo outra coisa vem chamando mais a minha atenção mais do que meus modelos para pintura.
Entrei no Ensino Médio esse ano, numa extensão da minha escola, de forma que praticamente todos os alunos se conhecem; porem um garoto novo entrou na minha escola. Seu nome é Kaname Len, tem cabelo loiro como os meus, presos em um pequeno rabo-de-cavalo; ele esta sempre ali depois da escola, debaixo da árvore em frente a janela do clube de artes, lendo um livro.
Ele não se enturmou com muita gente da turma, e eu mesma não cheguei a trocar com ele mais do que um ‘bom dia’; mas algo me intriga nele, talvez seja só curiosidade sobre como ele é... mas isso faz com que eu fique olhando-o por muito tempo pela janela. E sempre que vejo que ele percebeu meu olhar, meu coração dispara e eu finjo que estava olhando algo que estava pintando.
-Rin, Rin. - diz Miku, tirando-me do devaneio - Vai pintar mais uma borboleta?
-Sim... - digo olhando para meu desenho na tela - Vai ser uma borboleta roxa. Vi ela no parapeito da janela do meu quarto hoje de manhã. Era muito linda...
-Seu desenho ficou lindo também. Tem uma bela vista da janela, não?
-Sim. Tem uma cerejeira logo em frente...
-Não estava falando dessa janela.
-Ah? Do que esta falando?
-Para de se fingir de desentendida! Você olha todos os dias pra janela durante séculos! E só passou a fazer isso quando Len começou a ler debaixo daquela árvore!
-Isso não é verdade!
-Aham, claro... Vou fingir que acredito... Mas até que ele é bonitinho, sabe? Mas eu deixo ela pra você.
-Miku! Você sabe que não é assim! E... De qualquer forma, volte para o seu quadro que eu volto para o meu.
-Certo, certo...

~//~

-Muito bem turma, - disse a professora de artes levantando-se de sua cadeira - vamos fazer algo diferente. Vou dividir vocês em duplas, em conjunto irão criam quadro. Não me importa do que se trata o conteúdo, desde que trabalhem juntos e achem uma forma de conciliar seus estilos.
Aos poucos professora vai olhando s nomes na lista e mandando os alunos saírem, logo chegou a minha vez.
-Hatsune e Megurine. Kagamine e Kaname...
Fico estática, sem reação durante dois segundos, assim que me recupero eu pego minhas coisas e saio da sala; do lado de fora Len estava encostado na parede, olhando para a janela, assim que chego ele começa a andar pelo corredor. Vou atrás dele sem dizer nada, sem saber deveria falar algo, dar alguma sugestão...
-Gosta de desenha o que, Kagamine?
-Be-bem... gosto muito de desenhar borboletas...
-Borboletas? - pergunta Len, olhando para mim - Por quê?
-Não sei... - respondo nervosa - Elas estão sempre perto da minha casa, então me habituei a sempre vê-las... E você, Kaname? Gosta de desenhar o que?
-Não gosto muito de desenhar, não sou bom nisso.
-Ah, certo... -digo um pouco triste.
Então ele não gosta do meu hobby favorito. Isso meio triste, afinal, queria me tornar amiga dele. Mas com diferenças de gosto fica difícil, não é?
-Mas sou bom em desenhar construções. Meu pai é arquiteto, então ele me ensinou varias coisas.
-Que legal! Deve ser legal aprender esse tipo de coisas com seu pai.
Len não responde a minha frase e fico pensando se esta eu toquei em algum ponto frágil da vida dele. Antes que eu perceba, Len já havia entrado no jardim e sentado na grama. Vou atrás dele e fico olhando pra frente, estávamos sentados logo a frente da colina atrás da nossa escola, no alto da colina tinha a cerca que separava a nossa escola de uma faculdade vizinha.
-Você é boa com coisas vivas, não é? -perguntou
-Sim...
-Comece o desenho e eu termino.
-Mas... O que vamos desenhar, afinal?
-Vai ver. Só desenhe essa colina.
-Esta certo...
Começo a desenhar a colina que ele me pediu, tentando imaginar o que vamos acabar desenhando juntos. Ele disse que desenha construções, mas o que será que ele vai colocar nesse desenho? Não consigo imagina nada que possa ficar bom. Depois de um tempo termino de desenhar colina com suas árvores e cutuco Len, que estava deixado na grama.
-Ei. Já terminei minha parte.
-Certo. - disse sentando-se - Vamos terminar logo essa coisa.
Aos poucos, conforme Len desenha, eu consigo ver uma construção se formando no topo da colina, parece antiga, pois ele deixa alguns pedaços faltando; logo percebo que ele esta desenhando um velho templo. Estava venho, com algumas madeiras caídas e um pouco de musgo, mas mesmo assim podia imaginar como ela seria se estivesse nova.
-Pronto. - disse terminando se fazer alguns sombreados - Podemos voltar para a sala agora.
-Espere! - digo pegando o desenho de suas mãos - Mais uma coisa e vai ficar perfeito...
Em frente ao templo, e subindo para o céu, eu desenho um grupo de borboletas voando.
-Queria dar um pouco mais de vida para o desenho. O que acha?
-É. Até que ficou bom. Agora vamos voltar, já vai acabar a aula.
Andamos pelo corredor em silêncio, eu carregava o desenho em minhas mãos, apreciando o resultado. Apesar de nossos estilos serem diferentes, conseguimos fazer com que aquele desenho ficasse em grande harmonia, muito mais do que quando eu tento fazer construções.
Quando voltamos para a sala, só nós dois ainda não havíamos voltado. Vamos até a professora e entregamos a ela o desenho.
-Hum... - diz a professora Koizumi - O desenho de vocês ficou muito bom. Harmonioso... Conseguiram conciliar o estilo tão diferente que vocês tem. Nota máxima para ambos. Bom trabalho! Usarei esse desenho para a exposição de artes daqui a duas semanas, tudo bem?
-Claro que sim, professora! Fico feliz por escolher nosso desenho. -respondo sorrindo
-Tudo bem. -disse Len, indo para a carteira dele.


Última edição por Tomoito em Qui 19 Jan 2012, 04:51, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Akane Kurohana ~
Miku Append
Miku Append
avatar

Feminino Mensagens : 4077
Idade : 18
Localização : ℋℯℓℓ
Emprego/lazer : fangirling
Humor : De-De-De-Derangement

MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Sab 24 Set 2011, 15:47

Rin ♥ Len
O desenho deve ter ficado divo! ♥
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tomoito
VY1
VY1
avatar

Feminino Mensagens : 2680
Idade : 22
Localização : Palace Dark Forest
Emprego/lazer : Cosplayer!
Humor : Depende do dia, mas sou uma pessoa adoravel :3

MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Sab 24 Set 2011, 16:49

2º Capitulo - Eu aprendi o que é ter um sentimento doloroso

Depois da aula, Len estava lendo novamente de baixo da árvore. Em meio as pinceladas eu olhava para ele, para a forma como o vento balançava sua franja, o jeito que, a cada meia hora, ele mudava de posição; era estranho, mas eu queria aprender tudo que ele fazia, tudo o que ele gostava de fazer. E a distancia que eu tenho dele começa a me incomodar, como se fosse um perigoso obstáculo. Esse sentimento faz com que meu coração doa todas as vezes que eu olho para ele, lá longe, em baixo da árvore.
-Rin, pode me ajudar aqui? - disse Miku
Vejo-a na porta trazendo uma caixa com vários materiais de pintura, rapidamente coloco minhas coisas na mesa e vou ajuda-la a carregar as coisas até o balcão.
-Para que tudo isso?
-Ah, é para a exposição de artes! A professora pediu para fazermos tudo que tivermos vontade de fazer. Depois ela vai escolher os melhores e vai expor-los.
-Sei... O que vai desenhar?
-Bem... Sabe... O Kaito me levou para um lugar lindo esse fim de semana. Era um lindo campo cheio de flores... Acho que vou desenhar aquele campo!
-Parece ser bem bonito!
-E você? O que vai fazer?
-Não sei... Tenho que pensar...
-“Desenhe seus verdadeiros sentimentos”, é isso que a professora diz.
-Tentarei fazer isso...
Volto para meu quadro, ao lado da janela e dou os toques finais na pintura; a borboleta em meu quadro parece tão viva quanto a que eu vi na minha janela, posso sentir que ela irá voar a qualquer momento. Dou mais uma olhada lá fora e percebo que Len não esta mais em baixo da árvore, com um suspiro lavo minhas mãos e vou a biblioteca; na biblioteca tem um belo livro de paisagens naturais, sempre que estou com falta de criatividade eu gosto de olhar as imagens até que ache algo interessante para pintar.
“Desenhe seus verdadeiros sentimentos”. A Frase ecoa na minha cabeça. Mas o que eu realmente estou sentindo no momento? Tudo que sei é que estou confusa, afinal, não se pode gostar de alguém só vendo ela pela janela, certo? Eu tenho que conhecer a pessoa verdadeiramente para poder criar algum tipo de sentimento por ela. Conforme vou olhando as estantes a procura de meu livro, fico mais distraída, após achar meu livro tiro-o da estante e vejo dois olhos direcionados para mim.
-Aah! - grito surpresa, derrubando o livro no chão - Mas o que...?!
-Olá. - disse Len, aparecendo no corredor - Desculpe se te assustei.
-N-Não... é que... Eu estava distraída e... Por que estava ali?
-Estava devolvendo um livro.
-Ah, certo... -raciocino, ainda com o coração acelerado.
-Pegando um livro fotos? -disse Len, recolhendo o livro.
-Sim... Preciso de inspiração para a exposição de artes...
-Mas a inspiração tem que sair de você, não de um livro.
-Bem, - digo um pouco brava por ele criticar meu jeito de desenhar - isso sou eu que escolho! -termino de falar, pegando o livro de suas mãos - Com licença.
Vou para uma mesa no fundo da biblioteca, ainda um pouco brava. Independente do que eu pense dele, independente se eu gosto dele, ninguém tem o direito de julgar como eu decido o que vou desenhar. Não é errado pegar referências de livro só porque estou sem muita criatividade. Não tem problema algum nisso.
Olho para as imagens do livro, tentando captar uma imagem que transmita minhas emoções; paro numa das primeiras fotos, esta mostra uma floresta sendo incendiada durante a noite. Analiso suas chamas chegando ao topo das árvores, o modo como estão se alimentando delas, consumindo toda a sua vida. O fogo me faz lembrar o modo rude com que agi com Len, a raiva que senti quando ele me criticou. Decidindo o que iria pintar fecho o livro e me levanto. Vejo Len no corredor anterior ao meu, lendo a descrição de algum livro; sem dar muita atenção a ele, devolvo o livro ao seu lugar e volto para a sala do clube de desenho.
Pego um novo quadro e começo a desenhar, deixando minha mão fluir de acordo com o que minha mente achasse melhor eu fazer; quando o sinal do fim das atividades do clube toca, eu percebo que havia desenhado uma mesa com um livro aberto em chamas.
-Vamos embora, Rin? - pergunta Miku, chegando ao meu lado - Hum... Aconteceu alguma coisa na biblioteca que eu deveria de saber?
-Nada. - digo guardando minhas coisas na bolsa.
-Tem certeza? Você só faz desenhos tão... Intensos quando esta brava..
-Não de preocupe com isso. - falo colocando a bolsa no meu ombro - Vamos?
-Claro. -disse Miku vindo atrás de mim

~//~

-Então... - disse Miku na caminho para a minha casa - O que aconteceu na biblioteca?
-Já disse que não foi nada, Miku...
-Foi sim! Você ficou agressiva! Alguém que te disse alguma coisa! O que foi que falaram?
-Não quero falar no assunto.
-Vai falar! O que aconteceu? Se não falar, eu digo pro Len que você gosta dele!
-Eu não gosto dele, ta? - respondo irritada - Pare de perguntar sobre isso!
Miku fica em silêncio por algum tempo, provavelmente pensando na minha reação.
-Foi o Len, não foi? Ele fez alguma coisa com você?
-Não foi o Len.
-Foi sim... Você ficou brava quando eu falei nele... Rin, -disse Miku parando na minha frente - ele não tentou fazer nada com você, tentou?
-Não! - respondo alarmada - Meu Deus, Miku, você tem uma idéias muito loucas de vez em quando! Claro que ele não fez nada comigo!
-O que? Você não me diz o que ele fez! Eu só posso pensar na pior das hipóteses!
-Se quer mesmo saber o que ele fez, eu falo! É só que ele disse que é errado eu ficar olhando fotos pra descobrir o que vou desenhar. Nada mais.
-Só isso? Nossa, você foi exagerada, Rin. Alem do que, você sabe que ele esta certo! Já te disse mil vezes que não pode procurar inspiração desse jeito.
-Você falar e ele fazer é diferente! Ele nem me conhece e já fica me criticando...
-Rin... Ele esta tentando se aproximar de você, só.
-Aham, claro. Belo jeito de se fazer uma amizade.
-Você esta sendo infantil.
-Não estou não!
-Esta sim! Pare de ficar encobrindo seus sentimentos e arranjar qualquer razão pra fugir deles!
-Eu não estou fugindo de nenhum sentimento! -respondo parando no meio da rua
-Então admita que esta gostando do Len!
-Não vou admitir algo que não é verdade!
-Continua fugindo da verdade! Admita logo!
-Nunca! Não tem como gostar de uma pessoa só olhando para ela!
-Isso não é verdade!!!
Assim que Miku grita comigo eu lembro como ela começou a gostar do Kaito. Kaito estuda na faculdade ao lado da nossa escola, no primeiro ano. O pátio deles fica ao lado do jardim lateral da nossa escola; assim, todos os dias Miku gostava de almoçar ali, pois dava para ver os alunos da faculdade. A distancia, Miku começou a gostar de Kaito que almoçado logo a nossa frente; um dia Miku tomou coragem e se declarou para Kaito, durante o almoço, lembro até mesmo que ele pulou a cerca e almoçou com a Miku naquele dia.
-Miku... Não foi isso o que eu quis dizer...
-Foi sim! Você sempre achou que o amor é racional, mas não é! Nunca se sabe como vai acontecer!
-Miku, eu...
-Para de falar! -disse Miku virando as costas para mim e seguindo pela outra rua - A gente se separa aqui! Espero que você para de ficar se enganando e criticando como o amor é!
Assim Miku vai embora, me deixando sozinha na esquina da minha casa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lu-chan
Kagamine Rin
Kagamine Rin


Feminino Mensagens : 2225
Idade : 19
Localização : Lugar preto vazio;Via láctea;Sistema Solar;Planeta Terra;Brasil;lugar estranho que fica na minha cabeça;meus sonhos;meu PC
Emprego/lazer : Ficar no computador;Cantar;Desenhar;alegrar todo mundo
Humor : Crazy! ~ I'm the only crazy here...? Que bom!

MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Sab 24 Set 2011, 17:13

a histori é muito linda Tomo-chan, adoro desenhos *-*

mas as regras não diziam que era para ser uma One-shot (fic de apenas um capitulo)?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tomoito
VY1
VY1
avatar

Feminino Mensagens : 2680
Idade : 22
Localização : Palace Dark Forest
Emprego/lazer : Cosplayer!
Humor : Depende do dia, mas sou uma pessoa adoravel :3

MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Sab 24 Set 2011, 19:24

Oh, shit! não diga isso!
Esqueci isso D=

Neee.. isso quer dizer que vou ter que tirar minha 'inscrição' do concurso... mimimimi...
Vou ter de mover essa fic pra area de fics... e se vier mais inspiraçao, eu faço um oneshot pro concuros TuT

Vou chorar não pode ser...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tomoito
VY1
VY1
avatar

Feminino Mensagens : 2680
Idade : 22
Localização : Palace Dark Forest
Emprego/lazer : Cosplayer!
Humor : Depende do dia, mas sou uma pessoa adoravel :3

MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Sab 24 Set 2011, 23:17

Sorry doblepost

Acabo de mover o tópico pra sessão de Personal Webpage... afinal... a fic do concurso era par ser um oneshoot não pode ser...

Minha ment não consegue se limitar a sómente um capitulo para contar toda uma historia TuT
Voltar ao Topo Ir em baixo
Akane Kurohana ~
Miku Append
Miku Append
avatar

Feminino Mensagens : 4077
Idade : 18
Localização : ℋℯℓℓ
Emprego/lazer : fangirling
Humor : De-De-De-Derangement

MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Dom 25 Set 2011, 09:31

Ah TuT
A história da Tomo-chi tava tão boa D=
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tomoito
VY1
VY1
avatar

Feminino Mensagens : 2680
Idade : 22
Localização : Palace Dark Forest
Emprego/lazer : Cosplayer!
Humor : Depende do dia, mas sou uma pessoa adoravel :3

MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Dom 25 Set 2011, 11:25

Arigatou Akane TuT

Mas irei continua-la aqui!
Estou gostando de escreve-la!!! :lindo2:
Voltar ao Topo Ir em baixo
lenka
Yowane Haku
Yowane Haku
avatar

Feminino Mensagens : 393
Idade : 19
Localização : Onde será~?
Emprego/lazer : photoshopar, desenhar
Humor : Como sempre (como?)

MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Dom 25 Set 2011, 11:56

Nyosaaaaa!!!
mt bom!!!

(wiiiii!!! Fan-fic da minha música preferidaaaaa) kireee
Voltar ao Topo Ir em baixo
Eos
Mod. RPG
Mod. RPG
avatar

Masculino Mensagens : 3530
Idade : 31
Localização : Caçapava-SP
Emprego/lazer : Designer 3d de ônibus, Fuçador de Photoshop xD
Humor : ???

MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Dom 25 Set 2011, 12:12

Legal ^-^ É bom saber que vai continuar escrevendo Tomo-chan ^-^ Irei acompanhar também ^-^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lu-chan
Kagamine Rin
Kagamine Rin


Feminino Mensagens : 2225
Idade : 19
Localização : Lugar preto vazio;Via láctea;Sistema Solar;Planeta Terra;Brasil;lugar estranho que fica na minha cabeça;meus sonhos;meu PC
Emprego/lazer : Ficar no computador;Cantar;Desenhar;alegrar todo mundo
Humor : Crazy! ~ I'm the only crazy here...? Que bom!

MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Dom 25 Set 2011, 12:42

Que bom Tomo-chan, eu achei muito linda a historia da fic, espero que continue o mais rapido que puder :3
Voltar ao Topo Ir em baixo
ri-chan
GUMI
GUMI
avatar

Feminino Mensagens : 3531
Idade : 21
Localização : ☆☆☆
Emprego/lazer : Ninja >.>
Humor : (≧∇≦)

MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Seg 26 Set 2011, 04:41

Eu vou acompanhar Tomoito-chan, gostei muito da história até agora *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tomoito
VY1
VY1
avatar

Feminino Mensagens : 2680
Idade : 22
Localização : Palace Dark Forest
Emprego/lazer : Cosplayer!
Humor : Depende do dia, mas sou uma pessoa adoravel :3

MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Ter 27 Set 2011, 13:48

Que bom que gostaram *0*

Escrevi hoje na escola o proximo ep, mas tem que digitar xD~
Posto no maximo na sexta-feira XP
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nya-Chan
Kasane Teto
Kasane Teto
avatar

Feminino Mensagens : 400
Idade : 19
Localização : Talvez um dia eu conte...
Emprego/lazer : Ler mangá, ver anime, decorar musicas e cantar o/o/
Humor : Normal

MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Ter 27 Set 2011, 14:07

Noooooossa Tomo-Chaan sua historia ta liinda
*-* eu vou acompanha-la com certezaa *-*

ansiosa pelo resto da historia o/o/o/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Henrique
Kagamine Rin
Kagamine Rin
avatar

Masculino Mensagens : 2174
Idade : 26
Localização : Manaus

MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Ter 27 Set 2011, 16:29

kawaii :lindo2:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tomoito
VY1
VY1
avatar

Feminino Mensagens : 2680
Idade : 22
Localização : Palace Dark Forest
Emprego/lazer : Cosplayer!
Humor : Depende do dia, mas sou uma pessoa adoravel :3

MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Qua 28 Set 2011, 14:20

Ver que todos gostaram tanto dela me faz querer me empenhar mais nela!

*pensamento maligno*
hsuahsuhaushsau
Vou prolongar ela mais do que o planejado!
Deixar as coisas se acertarem mais ra frente e prende-los a minah historia
hsuashuahauhsaua


EDIT



3º Capitulo - Sons de piano ecoando

Durante todo o primeiro período a Miku não falou comigo, em nenhum momento. Estava brava demais para vir falar comigo e eu chateada demais para poder prestar atenção na aula, assim o dia passou vagarosamente. Na hora do almoço Miku foi embora rápido com seu almoço, pego o me e desço para o pátio calmamente, como eu esperava, Miku foi até o jardim lateral e foi almoçar com Kaito, deixando-me sozinha.
Vou para o outro lado da escola e sento-me na grama para comer de baixo de uma árvore. Enquanto como ouço uma musica tocando, a melodia de um piano. Aprecio a musica enquanto como, e logo que termino vou até a janela da sala de musica. Sentada no banco, tocando o piano da escola, estava Gumi, concentrada na sua musica; assim que termina de tocar, bato palmas para ela.
-Olá Kagamine! -disse ela me cumprimentando.
-Oi Megpoid. Bela musica.
-Ah, obrigada! É Manhã, conhece?
-Acho que já ouvi falar...
-A professora de musica me escalou para fazer duas apresentações na exposição de artes.
-Que legal! Fico feliz por você!
-Obrigada. E você? O clube de desenho tem algo especial em mente?
-Não exatamente. Temos livre arbítrio sobre o que pintar, então a professora vai passar na sala no dia anterior e escolher os quadros que vão ser expostos.
-Que legal. Já decidiu o que vai fazer?
-Mais ou menos. Já estou trabalhando em um... mas não é o que eu quero.
-Ah, é só pensar em algo que te deixe bem feliz quea inspiração vem. Esta tudo dentro de você, é só achar.
-Mas não consigo pensar em nada...
-É só que você ainda não conseguiu se concentrar no que é importante. Vai conseguir.
-É... vou pensar em algo...
-Hum... o que esta te incomodando?
-Ah, é só que eu briguei com a Miku ontem.
-Só isso? Parece que tem mais alguma coisa.
-Bem... É só que eu briguei com uma outra pessoa também.
-E...
-E ele ainda não veio se desculpar comigo.
-Se desculpar? Kagamine, você não pode ficar esperando que a pessoa venha se desculpar com você! E se ela achar que não fez nada?
-Mas ele fez!
-Tem certeza que não foi você?
-Claro que não!
-Mesmo que ache que não... Você pode estar errada... Vai que você é quem começou a briga. Daí ele é que esta esperando você pedir desculpas com ele.
-Mas eu não fiz nada!
-Tem certeza isso?
-Bem... Não... Mas ele é quem começou!
-Que começou a falar num tom de briga?
-Bem, eu. Mas isso não quer dizer nada!
-Vá pedir desculpas e ele, seja lá que for.
-Por quê?
-Porque você se altera fácil, Kagamine. É obvio que a agressão partiu de você.
-Mas...
-Vá logo...
-Tá certo... Sabe, s vezes é horrível como você consegue me persuadir, sabia?
-Ah, eu sei. - respondeu sorrindo - Boa sorte!

~//~

Encontro Len almoçando debaixo da mesma árvore que ele lê depois da aula, estava olhando para o nada, ou pelo menos eu não acredito que ele esteja analisando a grama. Silenciosamente para ao seu lado, incerta se devo continuar ou não.
-Hum... Kaname? - chamo-o.
Ele não responde, continuar virado de costas para mim. Talvez esteja bravo comigo.
-Kaneme, posso falar com você? - pergunto novamente.
Mais uma vez ele me ignora.
-Hey Kaname. Não finja que não esta me ouvindo, quero falar com você. -digo, já irritada. Assim que ele não me responde eu ou um pequeno empurrão seu ombro com força, dizendo - Hey! Não me ignore quando estou tentando te pedir desculpas!
-Ei! O que tá havendo? -disse Len, tirando um fone de ouvido de sua orelha.
-Ah... Você estava ouvindo musica? -pergunto sentindo meu rosto corar.
-Estava sim, por quê? -diz Len, um pouco irritado.
-É que eu estava chamando-o... Achei que estivesse me ignorando... Desculpe pelo empurrão...
-Tudo bem. -disse Len, dando pausa na musica. - O que queria falar comigo?
-Bem, eu... - digo acanhada - Queria te pedir desculpas por ontem, na biblioteca... Eu estava meio nervosa e acabei descontando em você...
-Tudo bem.
-Não, não esta. Eu fui muito rude sem motivos... Sinto muito, de verdade.
Assim que termino de falar, Len segura minha mão e me puxa para baixo, forçando-me a ficar de joelho na grama; assim que chego ao chão ele coloca um dos fones na minha orelha, nossos rostos estão muito próximos e sinto meu rosto ficar vermelho.
-Odeio quando ficam pedindo muitas desculpas. - disse Len, olhando em meus olhos - Seja uma boa garota e fique ouvindo musica.
Ao dizer isso Len vira seu rosto para o outro lado e eu fico olhando a nuca dele. Me sinto totalmente estática, tentando perder aquela sensação que me fez congelar. Por um momento pensei que ele iria me beijar... Mas é claro que isso é impossível, nem nos conhecemos...
Sendo-me ao s lado, encostando na árvore. Sinto meu ombro relar no dele e um calafrio percorre todo o meu corpo, transmitindo uma sensação boa. Ao prestar atenção na musica que ele essa ouvindo, descubro que Len gosta muito de musicais, pois percebo que a musica no Ipod dele é uma das musicas de Cats.
Fiquei ali, quieta, me perguntando se eu deveria falar algo, quando sinto um toque sobre minha mão. Olho para baixo e percebo que é a mão de Len ao lado da minha, olho pra ele, mas seu rosto continua virado para o outro lado. Mais uma vez, seu dedo cutuca minha mão e ele abre-a, fazendo meu coração palpitar... Um sinal para eu segurar a mão dele... Suando, coloco minha mão sobre a dele, assim, Len segura-a.
-Desculpe por ter te criticado ontem. - disse Len, continuando com o rosto virado para o outro lado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tomoito
VY1
VY1
avatar

Feminino Mensagens : 2680
Idade : 22
Localização : Palace Dark Forest
Emprego/lazer : Cosplayer!
Humor : Depende do dia, mas sou uma pessoa adoravel :3

MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Sab 15 Out 2011, 09:19

Não escrevi nos ultimos dias, então esse é o ultimo ep totalmente proto que vou apresentar a vocês.
Assim que terminar o proximo eu posto \o/

4º Capitulo - Um começo é sempre trivial, certo?

Quando o sinal bateu Len desligou o Ipod e guardo-o dentro do bolso,nos levantamos e vamos para a sala sem silêncio. Não consigo tomar coragem para falar alguma coisa, e mesmo que tivesse, não sei o que posso falar. O que foi aquilo debaixo da árvore? O que foi aquilo pra ele.
-Kagamine, - disse Len, olhando para mim - Posso te chamar de Rin?
-Claro que pode... posso te chamar de Len também?
-Pode.
Voltamos a ficar em silêncio conforme subimos a escada. De repente Len para no quadrado entre as duas escadas, e fica olhando para a janela.
-O que foi, Len?
-Rin, você...
-Kaname Len. - disse o professor de educação física nos interrompendo - Venha me ajudar a preparar a pista de corrida na quadra aberta. Kagamine Rin, vá logo para o vestiário se trocar.
-Sim, professor. - respondo. Olho mas uma vez para Len e desço as escadas, rumo ao vestiário.

~//~

A primeira pessoa que eu encontro no vestiário é a Miku, fechando seu armário, ao lado do meu.
-Miku! - digo, impedindo-a de sair - Preciso falar com você!
-Não estou falando com você, lembra? - respondeu Miku, séria, desviando de mim
-Eu preciso falar com você! - falo, segurando-a pelo pulso - Você estava certa, eu sei disso. Desculpe não admitir! Mas, por favor, me ouça! Preciso muito falar com você.
Lanço meu olhar mais suplicante para a Miku, tentando convence-la a vir falar comigo, depois de algum segundo ela suspira, rendendo-se a mim.
-Certo. Espero que seja importante...
Com o coração batendo rápido, vou contando tudo o que aconteceu enquanto troco de roupa, repito tudo e explico novamente sempre que falava rápido demais para a Miku conseguir entender; estava me sentindo radiante com tudo isso, sentia como se, com um único pulo, eu pudesse voar rumo as estrelas.
-Não acredito! - disse Miku quando termino de falar tudo - Isso é incrível, Rin! Parece até uma historia de amor!
-Assim como a sua! - digo, sentando-me ao lado dela no banco, então seguro sua mão - Desculpe por tudo o que disse quando você estava começando a gostar do Kaito. Eu fui insensível... E não acreditei que esse tipo de sentimento pudesse ser verdadeiro... Sinto muito por ter te machucado tanto.
-Tudo bem. Eu sabia que um dia você ia me entender. - diz Miku, sorrindo - Está tudo bem. Eu fico tão feliz por você, Rin! Esta apaixonada assim como eu! Não é maravilhoso?
-Tenho de concordar, é incrível! - digo a Miku - Mas...
-Mas...
-É tão doloroso...
-Doloroso?
-Acho que o Len... Acho que ele simplesmente não percebe o quanto eu gosto dele... E... Ele só me deu a mão... Não quer dizer que ele gosta de mim! Eu posso estar imaginando tudo isso...
-Não fale assim! É claro que não é sua imaginação. Ele gosta de você, seu sei disso. Mesmo que ele não goste tanto assim ainda, você pode fazer o sentimento dele ficar maior!
-Como?
-Você precisa...
-Licença... - disse Miki, na porta do vestiário - O professor esta chamando vocês para a aula.
-Ah, certo. Vamos lá, Rin.
-Mas... O que você ia me dizer...
-Eu te conto depois.
Saímos do vestiário e vamos para a quadra aberta. Cones estavam espalhados pela quadra, com bandeiras dentro de cada uma delas. A turma estava junta na lateral da quadra, conversando animadamente, assim, fomos até eles.
-Muito bem, turma. Vou dividir vocês em quatro grupos. Um grupo contra o outro, a tarefa é pegar as bandeiras espalhadas pela quadra. Amos mesmo tempo de devem fazer essa tarefa, também tem a possibilidade de tirar seus adversários do jogo; cada time terá uma fita de uma cor presa na roupa, para desclassificar o adversário é só tirar a fita dele. O mesmo para pegar a bandeira de alguém. Vou dividir vocês e terão cinco minutos pra fazer as suas estratégias.
No meu grupo ficaram a Miki, que é super-atlética, Gumi, totalmente fora de jogo pois se recusa ter a possibilidade de machucar suas mãos pois elas são ‘preciosas’ demais, Piko, ele gosta da aula mas não é lá muito bom, Mikuo, que adora tudo relacionado a esportes, e a Miku. Traçamos a nossa estratégia de, em dupla, ir para cada bandeira e depois aqueles que tiverem segurando bandeiras devem ser protegidos por outros dois e os restantes irem atrás das outras bandeiras.
O primeiro jogo era do meu grupo contra, que pena, o de Len. Olho para ele por um momento, ele também estava olhando para mim,mas logo desvia o olhar para a direção das bandeiras, assim, eu também me concentro no jogo.
Eu e Miku corremos em direção a segunda bandeira mais distante, enquanto Mikuo e Miki vão para a mais distante, eu pego a bandeira e Miku começa a me proteger dos outros, logo percebo que duas pessoas tentavam pegar a nossa bandeira, Mitsukuni e Len; agilmente Miku tira a fita de Mitsukuni, mas ao fazer isso Len vê uma abertura e toma a fita de Len. Assim que eu vejo isso, eu corro pela quadra, em direção a Miki que estava sendo defendida por Mikuo com muito êxito.
-Miki, segure a minha bandeira! - digo, jogando para ela mais uma bandeira, que já segurava mais outras duas.
Viro-me e vejo Len reduzindo a velocidade. Refletindo como chegar na Miki. Só sobrava nós três do grupo e eles tinham quatro, não podíamos arriscar perder as bandeiras que coletamos, assim ficamos na defensiva. Alguns minutos depois, Mikuo consegue tirar a fita de Saya e ficamos empatados; cada lado com três bandeira e três jogadores, era arriscar ou não avançar. Começo a tentar pegar a fita de Len, mas ele era muito esquivo. Enquanto eu tentava pegar a fita dele, Mikuo sai correndo em direção a Tomoyo, que segurava as bandeiras, e Sakura, que protegia-a; assim que isso acontece, Len começa a correr atrás de Mikuo e eu vou atrás dele.
Aconteceu extremamente rápido, Mikuo tira Sakura do jogo e Tomoyo começa a correr, Len tira a fita de Mikuo e corre na direção de Miki, passando por mim; assim, ao mesmo tempo que eu tiro a fita de Tomoyo ele tira a de Miki. Olhamos um para o outro, sem saber o que fazer. Não tinha como tirar a fita um do outro com aquelas bandeiras em nossas mãos.
-Muito bem! - disse o professor - Estou muito feliz com o desempenho de vocês! Foram muito bem agora. Para desempatar a partida fazermos assim: Aquele que tirar a fita do outro primeiro, vence! Esqueçam a bandeira, agora é só tirar a fita.
Olho para Len, tentando decidir se eu avanço primeiro ou não. Um segundo depois, com uma das bandeiras na mão, Len veio em minha direção; larguei duas bandeiras e segurei ultima numa posição defensiva. Incrivelmente, Len bate no cano da minah bandeira, fazendo-me tremer um pouco. Esse era o plano dele, me abalar e pegar a fita. Recupero-me rápido e desvio da mão dele, bato de volta na bandeira dele e acabamos numa batalha de resistência as batidas. Assim que eu erro a direção, deixando a bandeira escapar de minha mãos, Len segura meu pulso e me puxa para perto; estava tão atordoada com o puxão, com o desejo dele me beijar ali mesmo, que nem percebi que no momento em que me puxou, Len pegou minha fita.

Assim eu descobri o quão competitivo Len pode ser.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Akane Kurohana ~
Miku Append
Miku Append
avatar

Feminino Mensagens : 4077
Idade : 18
Localização : ℋℯℓℓ
Emprego/lazer : fangirling
Humor : De-De-De-Derangement

MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Sab 15 Out 2011, 09:48

Kyaah *-*
A fanfic está tão boa *-*
Pena que non pode entrar pro concurso ç.ç
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tomoito
VY1
VY1
avatar

Feminino Mensagens : 2680
Idade : 22
Localização : Palace Dark Forest
Emprego/lazer : Cosplayer!
Humor : Depende do dia, mas sou uma pessoa adoravel :3

MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Sab 15 Out 2011, 10:24

Arigatou *-*
Achei que a parte do jogo ficou confusa e_e'
Mas gosto dela achando que ele vai beija-la XD

Pena mesmo... Mas pelo menos o concurso fez com que eu escrevesse esssa!
Se nunca houvesse o concurso eu nunca teria começado a escreve-la u.u
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tomoito
VY1
VY1
avatar

Feminino Mensagens : 2680
Idade : 22
Localização : Palace Dark Forest
Emprego/lazer : Cosplayer!
Humor : Depende do dia, mas sou uma pessoa adoravel :3

MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Seg 12 Dez 2011, 10:05

Waaaaaaaaaa, depois de muito tempo eu vim postar mais um capitulo <3
Estou meio insegura com o rumo que a historia esta tomando enquanto a escrevo... Ela esta ficando mais séria e mais 'intensa'... Esta mudando conforme eu escrevo, como se estivesse evoluindo... Me pergunto se devo deixxar ela continuar fluindo como esta ou se devo reescrever apartir do ponto em que as cosias ficam mais complexas...

Bem, enquanto me decido, posto o proximo capitulo~

5º Capitulo - Fazendo o que posso, tornando meus cílios cumpridos

Assim Len tirou minha fita o grupo dele gritou de alegria e aplaudiu sua performance. Ele soltou meu pulso e olhou para mim de forma distante.
-Desculpe se apertei forte. -disse ele, desviando o olhar e indo para o canto da quadra.
-Muito bem... - disse o professor, sem saber se aprovava ou não - Um pouco violento, mas realmente... Intenso.
-Esta tudo bem? - pergunta Miku, chegando perto de mim.
-Estou. - respondo, olhando para meu pulso - Só... triste.
-Triste?
-Se ele gostasse de mim... - digo olhando para Len, sentado na grama - Não teria sido tão bruto...
-Não pense assim... - disse Miku tentando me consolar - Ele só é competitivo.
-Isso não é competitividade. Isso é brutalidade! - reclamo com ela.
-Rin! Você é teimosa, ele é competitivo! Todo mundo tem defeitos.
-Você não viu como ele me olhou. - digo, enquanto andamos em direção ao vestiário - Tão distante! Parecia que não aconteceu nada no almoço. Como se aquilo fosse nada para ele.
-Rin...
Entramos no vestiário e vamos tomar uma ducha de água, assim, enquanto nos trocava-mos, Miku voltou a tocar no assunto.
-Sabe o que você precisa? -pergunta ela para mim, novamente.
-Me desprender desse amor que não vai dar em lugar algum, pois não é correspondido?
-Não! Que horror! Realmente acha que eu daria um conselho desses? - pergunta Miku, alarmada.
-Não custa sonhar, né?
-Humf! Não seja dramática. Você precisa é de uma transformação!
-Ãh?
-Uma garota apaixonada fica cada vez mais bonita, acredite em mim! Começa a querer ficar bonita para a pessoa que gosta.
-Miku, eu não sou que nem você.
-Não é questão de jeito! Acontece! Mas você... Bem, você precisa de um empurrãozinho!
-O que quer dizer com isso?
-Bem... Você nunca se preocupou com isso, Rin! Precisamos despertar essa vaidade que existe dentro de você.
-Vai sonhando!
-Então esse sonho vai se realizar hoje! Depois da escola vamos a uma farmácia e vamos comprar algumas maquiagens para você.
-Nem morta!
-Ah, vai sim! Nem que eu te arraste! E você vai gostar! É mais divertido do que parece. Vou te ensinar a fazer tudo e então vamos ver se você não gosta do resultado.
-Eu duvido...

~//~

Depois de comprar varias coisas que eu nem saberia dizer para que serviam, fomos para a casa da Miku, que ficava mais próxima da escola, liguei para minha mãe dizendo que iria passar a noite na casa dela e pedi para meu pai trazer minhas coisas durante a noite. Assim arrumei minha cama, um futon para visitas, no quarto da Miku, e ela começou a me apresentar todas aquelas coisas que havíamos comprado.
-Bem, sua pele é linda, Rin, assim não precisa usar muita coisa...
-Espera. Isso é pouco coisa?!
-Bem... comprei também coisas para o caso de surgir alguma espinha e tals... Só para o caso de acontecer. Melhor prevenir.
-Certo...
-Bem, esse creme é para tirar a oleosidade da pele, tem que passar sempre antes de passar alguma maquiagem. -disse Miku colocando aquela coisa gelada m minha pele.- Depois você passa este aqui, um corretivo, nas marcas que tiver de espinha ou quaquer coutra coisa... Agora você passa a base pelo rosto inteiro.
-Eu preciso mesmo de tudo isso? -pergunto enquanto ela pegava outra coisa.
-Você não, ma é bom saber pra quando precisar! Daí você passar o blush, que é pra dar uma cor nas maças do rosto. Sorria pra mim, assim dá pra identificar melhor oude passo. -instruiu-me.- Isso... Agora começa a parte divertida. Que cores mais gosta em maquiagem?
-Ah, sei lá...
-Quais suas cores preferidas?
-Hum... amarelo, roxo e azul.
-Tá. Não dá pra usar amarelo na escola... seus olhos são azuis, vamos procurar uma cor que realce eles... -disse abrindo um estojo cheio de sombras- Hum... Acho que um lilás funcionaria... Vem cá, vamos ver.
Sinto aquele pincel de esponja sendo passado sobre minhas pálpebras com cuidado. Quando me olho no espelho, a sombra esta com a parte externa lilás e perto do canto do olho estava branca.
-Ficou lindo... -digo olhando meus olhos.
-Então deixa eu terminar que você vai ver como vai ficar. Vou passar um curvex e rimel para dar a impressão de ter mais cílios do que tem... -dizia ajeitando tudo.- E um batom de um rosa mais clássico, você não tem jeito de usar nada muito chamativo...
-E essa sombra não é chamativa?
-Claro que não, ela é bem discreta, é só pra chamar um pouco de atenção para seus olhos. Nada de mais... Abra um pouco a boca... Isso... Eu estou fazendo o batom com pincel, mas pode fazer com um batom normal de quiser... Pronto! O que acha?
Pego o espelho das mãos dela e olho meu reflexo. Estou com um ar mais sério e ao mesmo tempo jovial, a maquiagem parece ser simples de fazer, como se eu tivesse feito ela em cinco minutos e não em quase meia hora; meus lábios rosados davam um ar natural apesar de brilhantes e meus olhos pareciam se destacar e chamar a atenção mais que o usual.
-Ficou lindo...
-Disse que você ia ficar linda. Nãodá vontade de ficar assim pra sempre?
-Dá mesmo... -digo tocando meu rosto com os dedos, com medo de desfazer tudo aquilo- Acha que eu consigo fazer isso sozinha?
-Com um pouco de treino você chega lá. Mas amanhã eu te maquio, não se preocupe.
-De manhã? Vou pra escola assim?!
-E qual é o problema?
-Não quero ficar chamando a atenção na escola! Se e for assim,todo muno vai ficar olhando...
-E assim o Len também pode acabar reparando mais em você!
-Eu sei disso, mas... Todo mundo vai ver... vai falar... Não quero que fiquem olahndo pra mim!
-Vamos, um sacrifício pequeno! Pelo amor!
-Mas...
-Eu vou de maquiagem também, se quiser!
-Só se fizer algo menos chamativo!
-Menos chamativo? Assim ele não vai reparar a mudança! Precisa ser assim, do jeito que esta agora.
-Então você tem que ficar mais chamativa que eu!
-Ein?! Mas ai o Kaito vai perguntar porque eu me arrumei toda de manhã..
-Pode dizer a verdade, só vá mais chamativa que eu, por favor!
-Certo, certo...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tomoito
VY1
VY1
avatar

Feminino Mensagens : 2680
Idade : 22
Localização : Palace Dark Forest
Emprego/lazer : Cosplayer!
Humor : Depende do dia, mas sou uma pessoa adoravel :3

MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Ter 10 Jan 2012, 08:17

Hoje eu terminei de escrever ess fanfic, então vou posta-la aqui um cap todo dia!
São 9 caps + Prólogo \o/


6º Capitulo - Usando lábios brilhantes


De manhã, Miku me maquiou toda novamente, exatamente como ontem a noite.
-Aqui, leve esse brilho labial. É para passar por cima desse batom já que ele pode começar a ficar quebradiço mais tarde, daí você passa o brilho no intervalo e depois do almoço, ah, claro que na saída também.
-Certo. -respondo, guardando-o na minha bolsa.
Vamos para a escola meio em silêncio, até que nos encontramos com Kaito, que sempre esperava a Miku para irem a escola juntos; exatamente por isso eu costumo não ir muito com a Miku na escola.
-Olá! -saudou-nos Kaito, com um sorriso- Resolveram ir para a escola juntas hoje..? Por que estão maquiadas?
-É para ajudar no romance da Rin!
-Miku! Não diga desse jeito!
-Romance, é? Boa sorte, Rin! Espero que de certo, assim você não fica mais segurando vela! -disse Kaito rindo.
-Não tem graça, Kaito! Eu não sei se isso vai dar certo... e se ele achar que eu estou estranha?
-Ele não vai te achar estranha. -afirmou Kaito- Com certeza vai ficar surpreso, já que você não é de se maquiar. Mas tenho certeza de que vai achar que ficou linda...
-O que foi? Que olhar pensativo é esse? -pergunto, nervosa com a resposta
-Ele não é muito tímido, não é? Se não ele vai ficar acanhado de falar com você...
-Não tinha pensado nisso... Ele é meio tímido... E meio frio as vezes...
-Escolheu alguém com um temperamento tão complicado quanto o seu Rin. Agora é melhor estar pronta para a luta caso ele não tenha uma boa reação. -falou Miku
-Waaaa, também não precisa falar assim!
Fomos para a escola juntos, conversando animadamente. Miku foi para a estrada da faculdade de Kaito enquanto fico encarregada de encarar a escola por conta própria. Ajo da forma mais natural possível apesar de meu nervosismo. Coloco meus sapatos e vou para a sala como sempre. Sou a segunda a chegar naquele dia. Sentado duas carteiras a minha frente de mim estava Len lendo um novo livro.
-B-bom dia. -digo passando sem olhar para seu rosto.
-Bom dia. -ele responde automaticamente.
Ele deve ter respondido como se fosse qualquer um por estar lendo, pelo menos tento acreditar nisso. O fato é que, apesar de tudo, eu queria que ele me notasse, mesmo que isso quisesse dizer que ele criticaria minha aparência... Só queria que ele tivesse falado mais que um simples ‘oi’ para mim!
Sento-me na minha carteira e fico olhando pela janela que dá para o pátio. As pessoas chegavam vagarosamente e ficavam muito tempo conversando na porta de entrada, sem vontade de vir para a nossa aula. Não é pra menos, nossas duas primeiras aulas eram de geometria!
Podia ver Miku e Kaito se beijando antes dele entrar na faculdade. Eles sempre fazem isso quando acham que ninguém esta olhando... Como Miku nunca teve a sorte de sentar na janela, acho que ele não sabe que metade das salas do nosso prédio tem uma bela vista para a faculdade, onde podemos ver ela se despedindo dele quase todos os dias. Tenho de me assegurar de que ela nunca descubra isso.
A minha frente, Len fechou o livro e colocou os fones de ouvido, começando a batucar na mesa. É claro que ele não olharia para mim. Mas logo que Gumi entra o silêncio é quebrado.
-Kagamine! -disse ela alto e claro- Você passou maquiagem!
Assim que ela colocou a mala em sua mesa veio sentar-se na cadeira a minha frente.
-Você nunca passa maquiagem! Nem para sair pro karaokê! Por quê?
-Ah, bem... -digo sem graça- É que eu dormi na casa da Miku... E ela queria me maquiar hoje de manhã, então eu deixei...
-Você deixou? Isso é impossível... -logo os olhos dela começam a brilhar- Será que você não esta apaix...
-Shiiii!!!! -Antes que ela pudesse dizer alguma coisa tampo sua boca.
Len continua ouvindo musica. Parece que não percebeu nada sobre a nossa conversa.
-Não fale tão alo assim! -digo, sentindo meu rosto corar.
-Ah! -disse ela mais baixo- Então é o Kaname! Então era com ele que tinha brigado!
-Eu... Eu... Não conte para ninguém, por favor. Já é estranho demais vir para a escola desse jeito... Não preciso de ninguém comentando!
-Tudo bem, pode deixar! -disse levantando-se- Boa sorte em acertar o coração dele!
Passo a manhã inteira sem ter a oportunidade de falar com Len. Muitas pessoas me chamaram para conversar durante toda a manhã, inclusive professores me pedindo favores. Quando chegou a hora do almoço fiquei muito feliz. Era a minha chance de ficar sozinha com ele. Fui até a árvore de sempre e ele esta lá, comendo seu bentô.
Sinto um calafrio passando pelo meu braço. Ele ainda não havia, de fato, visto como eu estava naquele dia... Iria me achar muito estranha? Tento não hesitar tempo demais para não perder a coragem. Vou até o lado dele.
-Posso comer com você? -pergunto
Ele olha para cima e depois para sua própria comida.
-Se quiser.
Sento-me ao seu lado e começo a almoçar. Ele não diz nada enquanto comemos, permanece silencioso como sempre.
-Por que esta assim? -perguntou depois de comer.
-O que quer dizer? -respondo sem entender.
-Você esta diferente hoje... Esta... Maquiada... Até com sombra... -disse como se ele se sentisse desconfortável.
-Bem... É que eu dormi na casa da Miku... E ela queria muito me maquiar, daí eu deixei...
-Não é isso. -disse olhando para mim, como se estivesse analisando cada parte do meu rosto- Você não deixaria ela fazer isso por nada... Tem algum motivo em especial?
-Especial? -pergunto, controlando para não ficar vermelha- Claro que não!
-Rin... -disse ele olhando par o céu- Você já se apaixonou?
- O quê?! Mas que tipo de pergunta...
-Já?
-... Já... -digo olhando para a grama
-É um sentimento muito doloroso, que pode te destruir se a pessoa amada já tiver alguém consigo... E as vezes, por ama-la tanto, você a deixa ir embora, por saber que ela será mais feliz com outro...
-Você fala como se tivesse uma grande ferida dentro de você... -digo olhando para seu rosto, tão perto e distante ao mesmo tempo- Poderia ser que já abriu mão de alguém que ama por não se achar bom o bastante?
Len não respondeu minha pergunta. Só levantou-se e foi embora, deixando-me sozinha. Ele também cabulou as aulas da tarde, sua mala já não estava na carteira dele.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tomoito
VY1
VY1
avatar

Feminino Mensagens : 2680
Idade : 22
Localização : Palace Dark Forest
Emprego/lazer : Cosplayer!
Humor : Depende do dia, mas sou uma pessoa adoravel :3

MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Sex 13 Jan 2012, 05:42

7ºCapitulo - Me molho com a chuva, meu cabelo parece congelado


Enquanto voltava para casa uma forte chuva começou. Me abriguei na primeira cobertura que achei e fiquei esperando a chuva parar.
Não conseguia tirar da minha cabeça que Len tinha sofrido no passado. Ele amara alguém, e esse alguém já amava outra pessoa... Uma pessoa a qual ele não foi capaz de superar... Aquilo me causava um terrível aperto no coração. Saber que Len amou alguém... Que alguém o machucou era doloroso... Isso iria dificultar que eu conseguisse tocar no coração dele.
Ele deve estar se protegendo muito depois de ter se machucado tanto por causa de alguém. Como se ele tivesse prendido seu coração dentro de uma gaiola para que nunca mais se iludisse... Deve doer tanto para ele...
-Len! -ouço uma voz feminina falando perto de mim- Me espere!
Olho para o lado e vejo uma garota que parecia um pouco mais velha que eu. Usava um vestido curto e salto alto vermelhos, mesmo com o frio que a chuva trouxera parecia que ela não se sentia desconfortável. Parece que eles não me notaram, agachada, ao lado da vitrine.
-Adeus Izumi. -disse Len friamente enquanto abria o guarda-chuva.
-Não! -dizia ela, segurando-o pelo braço- Não me abandone também!
Sua voz dizia que ia chorar, mas seus olhos pareciam frios e calculistas.
-Você foi a única que me abandonou. O que aconteceu? Ele te deu um fora?
-Ele... Ele estava com a Mizuki... Por favor...
-Eu havia te avisado que, se escolhesse ele, teria problemas. Você não me ouviu. Agora se tornou uma garota fácil... Uma garota que fica por ai, de pernas abertas...
-Não! Eu... Eu não sou assim!
-Ah, é? -disse friamente olhando para ela- Você não se vestia assim antes. O que estava fazendo antes de vir atrás de mim?
-E-eu estava...
-O que pretendia quando veio falar comigo?
-Eu... Eu... Eu só queria...
-Só queria alguém para afogar as magoas, não é? -dizia friamente- Alguém para acariciar sua cabeça, dizer que esta tudo bem... E servir de brinquedo para você durante o resto da noite, não é? Só para se sentir mais desejada que as outras prostitutas que você conhece.
Não agüentaria ouvir aquela conversa por muito mais tempo. Era algo tão pessoal... Era algo que Len não gostaria que eu soubesse, ainda mais aquela maneira.
-Izumi, -disse desvencilhando-se de seu aperto- Eu não sou mais seu brinquedo, esta bem?
-Não! -dizia Izumi indo atrás dele, na chuva- Len! Len! NÃO ME ABANDONE!!!
Aquilo estava me machucando tanto... Só de ter ouvido um pouco sobre essa historia deles eu já me sentia tão machada... Len amara aquela garota e ela caiu nos braços de algum cafajeste, abandonando-o... E ele continuou a ama-la por muito tempo... Foi um brinquedo dela, em todos os sentidos...
-Len! -digo correndo em meio a chuva, procurando-o- Len!!!
Logo fiquei molhada da cabeça aos pés, meu cabelo parecia congelado. Mas mesmo assim continuei correndo a procura de Len em meio as ruas sinuosas da pequena avenida de compras. Não sei quanto tempo fiquei perambulando, ou por quantos becos eu me arrisquei a procura dele, mas chegou um momento em que eu finalmente o achei agachado ao lado da porta dos fundos de algum bar.
Ele estava encolhido como uma criança, abraçando suas pernas. Encolhido. Indefeso.
-Len...? -digo, me aproximando aos poucos.
Ele levanta a cabeça, seus olhos estavam ligeiramente vermelhos e seu olhar era de grande surpresa por minha presença.
-O que faz aqui? -disparou ele
-E-eu... -digo envergonhada de admitir- Eu...Ouvi você na loja... Sinto muito...
Por alguns instantes ele fica sem reação. Não sabe se fica bravo comigo, se me ignora ou se grita comigo. Só ficava olhando para mim como se eu não pudesse realmente estar ali.
De repente ele se me empurra contra a parede, apertando com força meus ombros. Seus olhos tinham uma mistura de fúria e medo.
-Não ouse contar o que ouviu a alguém!
-E-eu não vou...
-Não conte!Se você contar para alguém... -dizia com um tom sério
-J-já disse que não vou! -disse tentando empurrando-o para longe de mim- E-esta me machucando, Len!
Assim que grito de volta ele se afasta, soltando-me. Sinto meus ombros doendo e minhas pernas tremerem, conhecia aquele medo, já me era familiar. Deixo-me cair no chão, sem forças para me levantar novamente.
-Si... Sinto muito... -disse Len pegando seu guarda-chuva e indo embora.
Lágrimas escorrem por meu rosto enquanto continuo a tremer de medo e de frio. Não me importo mais que minha maquiagem esteja toda borrada, só queria não ter ouvido nada... Queria que eu não tivesse ido atrás de Len...
Aquele era um lado dele que eu não conhecia, que provavelmente ninguém conhecia. Machucado, ele usa a força para se proteger de qualquer pessoa que se aproxime demais... Ele não se importaria de machucar ninguém desde que ele não se machucasse.
As vezes o mundo é cruel com as pessoas.

~//~

Fui para a casa em meio a chuva, para que assim ninguém percebesse o estado deplorável que eu estava. Ainda não entendia direito tudo que tinha acontecido, mas sabia muito bem que, provavelmente, não conseguiria falar com Len durante um bom tempo. Aqueles olhos amedrontadores e ao mesmo tempo amedrontados eram reais demais para que eu conseguisse me esquecer deles com facilidade. Não seria fácil aceitar tudo o que eu ouvi sobre Len... Será que eu conseguiria conviver com o fato de tudo aquilo ter acontecido com ele?
Eu não sei dizer...

Quando alguém puro é corrompido, essa escuridão começa a corrompê-la de fora para dentro, transformando todo branco brilhante como a neve em preto como a noite. Por vezes, ainda, pode ser tingida de sangue ou simplesmente ter aquela neve derretida, deixando-o exposto aos maus-tratos do mundo. Seja lá como for, é algo terrível para quem quer que seja. A pessoa nunca mais voltará a ser a mesma, por mais que se esforce... Essa é a força do pecado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Saika
CUL
CUL
avatar

Feminino Mensagens : 1505
Idade : 16
Localização : Essa parte não é necessária
Emprego/lazer : Estudante
Humor : Variável

MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Sex 13 Jan 2012, 12:37

Ai, Tomoitooo!Demorei um pouco para ler mas... EU AMEI! *u* VAI TER PRÓXIMO CAPÍTULO?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Haruhi-chan
Utatane Piko
Utatane Piko
avatar

Feminino Mensagens : 1259
Idade : 20
Localização : Heaven~
Emprego/lazer : Estudante
Humor : \(>w<)/

MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Sex 13 Jan 2012, 18:58

Tomoito você tem muita criatividade!!!
VAI TER PRÓXIMO CAPÍTULO?[2]
Fala que vai vai!!!
=^.^=
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tomoito
VY1
VY1
avatar

Feminino Mensagens : 2680
Idade : 22
Localização : Palace Dark Forest
Emprego/lazer : Cosplayer!
Humor : Depende do dia, mas sou uma pessoa adoravel :3

MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   Seg 16 Jan 2012, 15:28

shauashasuhasuashu
Demoraram mesmo >.<
Mas fico feliz que tenham gostado <3


shuashusahuhasuashu
Já terminei aqui!
São 9 caps + um prólogo!!!
postem uma mensagem depois dessa pra eu poder postar o proximo cap xD~
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Fanfic/Song-Fic] Butterfly On Your Right Shoulder
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
V O C A L O I D :: OFF - :: Fanfics :: Completas-
Ir para: